alt
O Jornal que Registra a Informação pra Você!

Parque São José recebe evento da cultura japonesa Hana Matsuri

cultura japonesa sjp 11 04 2017

Com o apoio da prefeitura, Hana Matsuri promove cultura japonesa em São José dos Pinhais


Aconteceu no último final de semana, dias 8 e 9, o Hana Matsuri. O festival de tradição japonesa trouxe dança folclórica, música nikkei e culinária típica no Parque São José. O evento contou com apoio da Prefeitura de São José dos Pinhais, por meio da Secretaria de Governo, e de Cultura de São José dos Pinhais. Além do prefeito Toninho Fenelon e do cônsul geral, Hajime Kimura estiveram presentes os secretários de Cultura e de Meio ambiente, Imar Augusto e Áriston Ghidin.

As atividades se iniciaram no sábado, às 11h na praça de alimentação. As 13h45, o grupo de dança folclórica, Bon Odori, deu início às atrações. A festividade seguiu com um cortejo, apresentação de tambores japoneses e até apresentação de arquearia. O prefeito Toninho discursou na abertura oficial e falou sobre o significado do evento. “Este festa é um exemplo de diversidade e celebrar as diferentes tradições é algo que enriquece a cultura local. Fiquei muito feliz de participar e de ver de perto a prefeitura apoiando este tipo de iniciativa”, afirmou.

No domingo houve mais dança típica durante todo o dia, além de literatura e teatro de bonecos. O tradicional karaokê, atividade de origem japonesa, embalou o clima de festa. Milhares de pessoas participaram do festival que chegou, neste ano a sua décima terceira edição e teve o apoio da Prefeitura Municipal de São José dos Pinhais e da Tomodachi Centro Ásia.

Conexão Brasil – Japão

O Brasil abriga, atualmente, o maior número de japoneses fora do Japão. São cerca de 1,5 milhões de descendentes nipônicos e o Paraná é o segundo estado do país que mais abriga esta população, com cerca de 150 mil representantes, de acordo com dados do IBGE.

A imigração japonesa no Brasil começou oficialmente no início do século XX, no ano de 1908. quando o navio Kasato Maru aportou em São Paulo, trazendo 781 lavradores para as fazendas do interior paulista. O fluxo cessou quase que totalmente em 1973, com a vinda do último navio de imigração Nippon Maru, contando-se quase 200 mil japoneses estabelecidos no país.

Comente esta notícia